terça-feira, 29 de junho de 2010

PADRE CORAJOSO

Fonte: FOLHA de SÃO PAULO, de 09/08/2009


O Ministério Público Federal de São Paulo ajuizou ação pedindo a retirada dos símbolos religiosas das repartições publicas. Pois bem, vejam o que diz o Frade Demetrius dos Santos Silva.

“Sou Padre católico e concordo plenamente com o Ministério Público de São Paulo, por querer retirar os símbolos religiosos das repartições públicas…

Nosso Estado é laico e não deve favorecer esta ou aquela religião.

A Cruz deve ser retirada!

Aliás, nunca gostei de ver a Cruz em Tribunais, onde os pobres têm menos direitos que os ricos e onde sentenças são barganhadas, vendidas e compradas.

Não quero mais ver a Cruz nas Câmaras legislativas, onde a corrupção é a moeda mais forte.

Não quero ver, também, a Cruz em delegacias, cadeias e quarteis, onde os pequenos são constrangidos e torturados.

Não quero ver, muito menos, a Cruz em prontos-socorros e hospitais, onde pessoas pobres morrem sem atendimento.

É preciso retirar a Cruz das repartições públicas, porque Cristo não abençoa a sórdida política brasileira, causa das desgraças; das misérias e sofrimentos dos pequenos; dos pobres e dos menos favorecidos”.

Frade Demetrius dos Santos Silva * São Paulo/SP

2 comentários:

Edilvo Mota disse...

Não pratico religião alguma (respeito quem o faz).

Convenhamos... esse padre tem o saco roxo!

Pena que, ao contrário dele, há tantos religiosos profissionais e crentes acobertando canalhas e elegendo-os, sob a patética premissa de ter uma representação do "povo de Deus".

Seja lá o que isso queira dizer...

Aristeu disse...

Pra mim a Cruz deve permanecer em todos estes lugares e em muitos outros, pois afinal é o maior símbolo da injustiça. Ou ela fez justiça ao Cristo?