quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

NO PAÍS DOS CANALHAS

(Artigo publicado na coluna semanal "Painel", no jornal Diário de Araguari, edição de 13.01.2011)
 NO PAÍS DOS CANALHAS
As benesses concedidas, com o dinheiro do contribuinte, ao ex-presidente Lula e aos seus, tal como veraneio cinco estrelas em forte militar e os imorais passaportes diplomáticos aos filhos, dão a exata medida da forma equivocada como o brasileiro, no geral, enxerga o mandato eletivo.
O que deveria ser exercício de missão em nome da sociedade, que elege seus administradores para, exatamente, administrarem o patrimônio público em benefício coletivo, se torna objeto de uso pessoal.
O brasileiro médio, Macunaíma piorado, corroído e contaminado pela canalhice, dá de ombros e diz “é assim mesmo, não tem jeito”. E o país se espreme no trabalho, produzindo e gerando tributos para o deleite dos parasitas que sobrevoam o Erário como carniça, sempre de bem com o governo de plantão para mamar nas gordas tetas da porca pública. Enquanto os serviços ao cidadão são sucateados.
O país somente terá jeito quando seu povo tiver jeito.
Até lá, continuaremos sendo um país dominado pelos párias e canalhas.

3 comentários:

CARLA STOPA disse...

"No país dos canalhas"...Uma paródia triste e realista do que deveria ser, por méritos justos e naturais, "No país das maravilhas..." (E SABEMOS QUE O NOSSO BRASIL TEM CACIFE PARA ISSO)
Triste porque nem todos pensam assim...Triste porque não fazem absolutamente nada para mudar. A mudança requer CORAGEM...
Será que temos o suficiente para tal?

Edilvo Mota disse...

Carla,

coragem e ousadia são atributos restritos e poucos.

Marcos disse...

Enquanto continuarmos na omissão, eles, os poderosos, continuarão achando que é tudo normal.
Aliás, por força do trabalho, vez ou outra, encontro alguns desses seres. A cara de pau com que defendem os próprios interesses, como se fossem públicos, é de dar nojo. Como não consigo me conter, algumas vezes acabo lhes falando o que não devia. Ou devia?